fbpx
São Paulo: (11) 3681-0857 ou (11) 4623-1496
WhatsApp: (11) 98488-2190

O gráfico de velocímetro é um indicador excelente para te ajudar a visualizar uma série de dados da sua empresa.

E nesse artigo, irei ensinar a você como criar esse gráfico na plataforma do Power BI, de forma simples e prática.

Lembrando que essa é a quinta aula da nossa série especial sobre o Power BI, portanto, aconselho que leia os artigos anteriores, para entender como importar os dados no sistema e aprender a criar os outros gráficos desse dashboard. 

Boa leitura!

Como padronizar o tamanho dos gráficos

Antes de começar, para você que vem acompanhando essa série, quero avisar que eu fiz um update no modelo de dashboard, o qual ficou assim:

Gráfico de Velocímetro no Power BI: Modelo de dashboard atualizado.

Imagem 1 – Modelo de dashboard atualizado.

Ou seja, eu alterei o tema do dashboard, adicionei um título e diminuí o tamanho dos gráficos para conseguir adicionar esse título.

Repare que todos os gráficos agora possuem a mesma medida, deixando o nosso dashboard ainda mais organizado.

E para padronizar esse tamanho é bem simples: 

  • Eu clico na opção Formato;

  • Clico botão Geral;

  • Escolho um único valor de altura (310);

  • Altero a altura de todos os gráficos para esse valor.

Bem simples, não é mesmo?

Como criar o gráfico de velocímetro no Power BI

Imagine que você trabalha em uma empresa que possui filiais em várias cidades.

Então, você é promovido para ser o responsável da filial de Florianópolis, a qual possui um orçamento de gastos anual de 50 mil reais.

Dessa forma, será necessário criar um gráfico que te ajude a manter o valor total das despesas dentro desse limite.

E é aí que entra o gráfico de velocímetro!

Quer entender melhor como ele funciona? Primeiro, vamos montá-lo.

O passo inicial, como sempre, é adicionar o indicador no seu dashboard.

Em seguida, você deve preencher o campo de valores com os dados de saldo.

Na verdade, o ideal seria colocar os dados de valor do título, pois mesmo que eu efetue a baixa desse título, ele não irá zerar, o que ocorre com o saldo.

Entretanto, como eu utilizei os dados de saldo nos demais gráficos, utilizarei também no indicador de velocímetro.

Assim que esses dados são carregados, automaticamente, o Power BI define como valor máximo do meu indicador o dobro do valor adicionado antes.

Caso você queira alterar esse valor máximo, será preciso criar um novo dado, chamado de medida, para preencher esse campo.

Para isso, eu clico nesses três pontinhos:

Gráfico de Velocímetro no Power BI: Adicionando nova medida.

Imagem 2 – Adicionando nova medida.

Em seguida, seleciono a opção nova medida, altero o nome para valor máximo e adiciono o valor que eu quero para essa medida.

A fórmula deverá ficar assim:

Valor máximo = 70000.

Percebam que, na mesma hora, o limite do meu velocímetro é ajustado. 

Além disso, também é possível alterar o valor mínimo, que o Power BI define, de forma automático, como sendo 0.

No entanto, eu irei deixar dessa forma.

Outro valor que pode ser definido neste indicador é o destino, que nada mais é o nosso orçamento. 

Ou seja, a quantidade máxima de gastos que eu posso ter com essa filial, que segundo o nosso exemplo será de R$ 50 mil.

Para definir esse valor de destino, eu terei que fazer a mesma coisa: acrescentar uma nova medida, dar um nome e um valor a ela.

A fórmula que eu irei utilizar será:

Meta = 50000.

Após incluir essa meta, o meu indicador passará a ter um marcador, correspondente ao valor definido.

Portanto, conforme eu for incluindo novos títulos e importando para o Power BI, o valor do meu velocímetro irá aumentar.

O último passo é alterar o título desse velocímetro para Provisões vs Meta.

Por fim, esse será o seu resultado:

Gráfico de Velocímetro no Power BI: Prévia do indicador de velocímetro.

Imagem 3 – Prévia do indicador de velocímetro.

Ademais, esse indicador também é muito utilizado para a área comercial, para definir metas de vendas do período ou mês.

Dicas para formatar o seu dashboard mais rápido

Agora que já criamos o nosso indicador de velocímetro, vamos falar da parte de formatação do dashboard e seus elementos.

Vamos iniciar pelo gráfico superior, fazendo as seguintes formatações:

  • Mudo o título para Provisão do Contas a Pagar;

  • Altero a cor da fonte e dos eixos para branco;

  • Altero a cor da tela de fundo do gráfico para preto.

Agora vou te ensinar um truque bem legal: clique no gráfico formatado e, em seguida, no Pincel de Formatação, localizado na parte superior da tela:

Gráfico de Velocímetro no Power BI: Ferramenta para copiar formatação, chamada Pincel de Formatação.

Imagem 4 – Localização do Pincel de Formatação.

Esse pincel tem como função copiar a formatação daquele gráfico. 

Portanto, o próximo passo é clicar em outro gráfico e repetir a operação, até que todos os gráficos estejam com a mesma formatação.

Entretanto, como o gráfico de pizza e o velocímetro não possuem os eixos x e y, teremos que fazer o resto das alterações manualmente.

No gráfico de pizza eu irei alterar as cores da legenda e dos rótulos para branco.

Já no velocímetro, eu mudo para branco as cores do destino, dos rótulos e do valor.

Finalizado essa formatação dos gráficos e indicadores, vamos incluir o cabeçalho do nosso dashboard.

Para isso, eu vou adicionar uma caixa de texto no espaço em branco, acima dos meus gráficos, com o seguinte título: Provisões – Contas a pagar 2020.

Em seguida, sigo esses passos:

  • Aumento o tamanho da fonte para 28;

  • Centralizo o texto;

  • Altero a cor da fonte para branco e a cor do fundo para preto.

Por fim, altero o tema do dashboard, para deixá-lo igual ao modelo apresentado no início deste artigo.

Com todas essas formatações, o nosso dashboard ficará assim:

Gráfico de Velocímetro no Power BI: Dashboard finalizado.

Imagem 5 – Dashboard finalizado.

E assim encerra mais um artigo sobre o Power BI.

Caso você tenha ficado com alguma dúvida, assista o vídeo completo para compreender melhor o passo a passo.

Espero que você tenha entendido como criar e formatar gráficos, que além de super práticos tornam as tomadas de decisões da sua empresa mais assertivas.

 

A RFB Sistemas é uma consultoria e escola focada em treinamentos, especializada em formar profissionais das ferramentas Microsiga Protheus e RM da Totvs, além de Power BI e Excel da Microsoft. Não fique de fora, desenvolva seu potencial, faça parte do nosso grupo de alunos!

Quer conhecer nossos treinamentos? Então, clique aqui!

Se estiver procurando consultoria, basta clicar aqui!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *